estilo

Heteros vs Gays: uma pitada de moda

By  | 

Recebi essa matéria “Existe uma preocupação muito grande em aparentar não ser gay”, diz Lula Rodrigues por mensagem com o comentário do Douglas “pra sua incursão na moda masculina”.  O título me instigou tanto que comecei a escrever antes mesmo de ler. Pensei sobre a diferença dos códigos de vestir de meus amigos heteros e gays. Uns 10 meninos de diversas naturezas me vieram a mente e concordo incisivamente, Lula Rodrigues.  – Sim, tem!

 

Não dá pra generalizar, mas ao recordar algumas conversas e preocupações masculinas quanto ao estilo, há mais em comum entre eles do que eu imaginava. Vai ser divertidíssimo escrever aqui, já que os homens adoram se abrir nesses tópicos.

 

Amigos heteros não envolvidos com moda

Adoram investir no estilo, se preocupam principalmente com uma camisa moderna e o corte da calça, alguns rapazes mais lapidados pensam na lavagem do jeans. Uma vez ouvi por mais de uma hora a história de amor entre um menino e sua botinha: cúmplice nas mais divertidas baladas e “gloriosas” conquistas. Você está passado com os heteros investirem tanto no estilo? Essas peças passam confiança, eles são espertos e sabem que isso é uma arma poderoza para conseguir gatinhas.

 

Amigos heteros relativamente envolvidos com moda

Não são stylists, cabelereiros e maqueadores.. até porque seria difícil encontrar muitos heteros. A maioria fotógrafos, djs e designers em geral. Como a própria ocupação exige, eles tem um olhar desenvolvido, mas não aplicam tanto no estilo como os meninos acima que consideram playboys.  Os carinhas dessa orientação/ocupação que mais experimentam seu estilo andam numa vibe hipster. Também tem os mais causais, independente da parcela de estilo, essa galerinha tem algo em comum, sabe o quê? Odeiam camisa! Expressam sua personalidade na estampa de suas camisetas e as vezes querem esconde-la em camisetas lisas brancas. Tudo bem, complicado é o hetero-coxinha que a usa por baixo da camisa com um botão aberto para mostrar a gola careca.  Uuuii!!  E não é só o hetero coxinha não tá… os próximos também:

 

Amigos gays não envolvidos com moda

Eles são meu foco de resgate.  Além de se vestirem mau, conheço bem o sofrimento de muito deles. Gastam energia (tempo e dinheiro) com moda mas tem medo dela.  Como alguns heteros, eles também desejam ter melhor imagem sem aparentar se preocuparem com isso. Para os gays que não saíram do armário o assunto é mais delicado.  Eu me compadeço com a situação, é muito triste qualquer pessoa que queira se expressar e tem medo.  O desejo de aceitação tende a mexer com a cabeça das pessoas de uma forma tão louca que poda o estilo, geralmente as pessoas bloqueiam seu estilo para não serem julgadas. É a famosa zona de conforto que também rola com a maioria das mulheres, principalmente as que tem alta estima baixa.

 

Amigos gays envolvidos com moda

E no pockerface horas se montam, horas experimentam o esperiótipo que bem entendem. Dominam as ferramentas e os truques para um upgrade no estilo. Eles conseguem fazer tanto com pouco. Um pouco relativo, muitas vezes são poucas peças no guarda-roupa/ararabaú/baú e muito conhecimento para escolher só coringa (os nossos itens-chave feminino).  Obviamente os que se jogam no estilo são xoxados pelos gays-travados.

Independente de orientação sexual, vocação profissional ou situação financeira tem o cara com estilo e o sem.  Há quem morra de tentar, usa a roupa da vitrine e não passa de um emgomadinho sem estilo bem perfumado. Outro com ar de quem nunca entrou num shopping mas interessante e  tem até quem sabe ter estilo com calça jeans e camiseta.

——

 

Claro que existem vários outros tipos, isso foi baseado em meus amigos, que em relação a população masculina mundial são caras bem modernos numa faixa de 25 – 35 anos sem ninguém que interfira no seu estilo.

Sempre na minha versão beta. Stylist. Formada em estilismo e design de moda, se especializou em pesquisa de moda, de forecasting a cool hunting.

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply